Downton Abbey – review terceira temporada (parte 2 de 3)

Downton-Abbey-season3

Episódio 5 (Julho de 1920) – a mudança é um dos temas que permeia toda a temporada, mas posso dizer que em nenhuma eu senti o peso dela como neste. Edith é convidada para escrever regularmente na coluna de um jornal, contudo enfrenta a oposição aberta do seu pai, o Lord Grantham. Mas esta não é a única alteração que o chefe da família Grantham tem que enfrentar… a democracia da liderança bipartida traz-lhe dissabores. Matthew tem novas ideias para a gestão da propriedade e decide discuti-las no momento mais inapropriado possível. Acima de tudo, a família passa pela mais drástica das mudanças, a perda de uma vida humana e os conflitos que uma morte trágica acarreta. Desde o início do episódio que nos fomosDowntonAbbey s03e05 apercebendo que algo aconteceria a Sybil dada a sua preocupação em assegurar que todos deveriam apoiar Tom. Com o momento do parto somos confrontados com dois médicos – o ‘nosso’ Dr Clarkson e um super-confiante amigo aristocrata da família – que não conseguem  entender-se em relação a uma possível complicação com o parto. O Dr Clarkson acredita que Sybil corre o risco de entrar num estado de eclampsia após o parto. A discussão estende-se a toda a família com Cora a defender o médico da família e Lord Grantham a deixar-se levar pelo prestígio do médico que veio de fora. Sybil consegue dar à luz uma bela menina e à primeira vista tudo não parece ter passado de um grande susto… contudo, algumas horas após o parto Sybil entra em convulsão e morre. Apesar de expectável ao longo de todo o episódio, este foi um momento extremamente triste. Tristeza que se faz sentir especialmente quando Cora no dia seguinte ao sucedido acorda e parece culpar o marido pela morte da filha. Este drama domina todo o episódio, ainda assim resta relatar a última confusão em que a mãe liberal de Matthew se mete, ao contratar Ethel para trabalhar em sua casa apesar da sua reputação.

Episódio 6 (Julho de 1920) – este episódio começa na ressaca da morte de Sybil. A morte dela significa também o questionar da posição de Branson no seio da família. Na realidade, ambas as partes dificilmente se podem considerar família. Se a morte de Sybil leva Cora a cortar relações com o marido, a quem culpa da morte da filha; já Lord Grantham extravasa a sua dor em Hugh+Bonneville+Downton+AbbeyBranson: primeiro opõe-se à escolha de Sybil para o nome da bebé e de seguida aos planos de Branson de dar um baptismo católico à filha. Se na segunda luta o lorde perde claramente, no conflito com Cora ele conta com o apoio da mãe que pressiona o Dr Clarkson a dizer  a Cora que afinal o tratamento que ele achava que era mais adequado para Sybil tinha de facto poucas chances de sucesso. Paralelamente, desde o início da temporada que temos assistido ao drama de Bates na cadeia que não termina nem quando ela encontra a prova que o pode inocentar. Só quando Bates ameaça claramente o seu companheiro de cela de que vai denunciar os seus esquemas com o guarda prisional é que finalmente consegue a tão aguardada data de libertação. A cena mais cómica do episódio deu-se quando o Lord Grantham invade a casa de Crawley com o intuito de resgatar a sua família que está a almoçar um almoço preparado por Ethel. Esta foi mais uma guerra simbólica que o lorde perdeu na sua batalha individual para perceber que a sociedade à sua volta está a mudar.

Episódio 7 (Agosto de 1920) – este foi um capítulo de concretização de todas as mudanças que foram sendo anunciadas ao longo da temporada. Começando pelo fim, a bebé Sybil é finalmente baptizada na igreja católica e com a presença de todos os membros da família, incluindo o irmão bêbado de Branson. Claro que toda a situação foi exagerada por forma a que todosdownton-abbey-season-3-episode-6-christening-of-baby-sybil considerem que não é sensato Branson partir de Downton para trabalhar ao lado do seu irmão. Edith também parece ter finalmente encontrado um rumo ao aceitar finalmente o trabalho como colunista. O novo trabalho também parece ter trazido um novo amor, já que a atracção entre ela e o seu novo editor é bastante evidente. Por sua vez, Matthew e o Lord Grantham confrontam-se acerca do modo como a propriedade deve ser gerida: o primeiro defende uma gestão voltada para o lucro; enquanto que o segundo acredita nos valores tradicionais e no respeito pela relação de confiança que se estabeleceu com os locatários das terras. Na parte baixa da casa, O’Brien finalmente concretiza o seu plano para afastar Thomas manipulando tanto Thomas como Jimmy (novo empregado da família), por via da orientação sexual de Thomas. Convencido de que é correspondido, Thomas invade o quarto de Jimmy e beija-o à força sendo depois surpreendidos por Alfred.

Episódio 8 (Setembro de 1920) – depois da tempestade costuma vir a bonança…. este capítulo final da temporada foi mais ou menos assim. As posições antagónicas em relação à gestão da casa acabam por se compor num improvável exercício de aproximação liderado por Branson. Já no capítulo anterior notámos a afirmação de Branson como um personagem-chave no futuro da série. Por detrás do preconceito em relação às suas origens, até Carson admite que Branson é bastante sábio na forma como lida com as situações. A gestão da propriedade fica assim a cargo da sabedoria de Grantham, do faro negocial de Matthew e da ajuda de Branson e dos seus conhecimentos de agricultura. O jogo de cricket e o facto de Branson ter sido obrigado adownton-abbey-season-3 tom branson aprender o desporto acabam por ser a metáfora do esforço que ele irá fazer para se encaixar no puzzle familiar de Downton, pondo de lado a luta política para privilegiar a educação de Sybil e a memória da sua esposa. Num caminho oposto à conformidade social parece andar a sobrinha neta de Violet – Rose – que se revela bem mais liberal do que todos assumem. Numa visita a Londres, ela engana todos e encontra-se às escondidas com um antigo funcionário da sua família e com o qual ela mantém um relacionamento adultero. Matthew e Edith comprometem-se a guardar segredo do sucedido desde que a jovem prometa deixar de ver o amante. Contudo, nada escapa a Violet e à sua perspicácia e na parte final do episódio a jovem é mandada para o norte numa espécie de reclusão social. Os ânimos andam quentes na parte de baixo da casa…. na sequência do episódio entre Thomas e Jimmy, Alfred decide reportar o caso a Carson. A repugnância pela homossexualidade de Thomas leva-o a demitir Thomas. Contudo, a vingança de O’Brien só fica completa quando ela convence Jimmy a ameaçar prestar queixa à polícia caso Thomas parta com uma carta de recomendação (sem ela ele jamais terá hipótese de trabalhar numa grande casa novamente). Quem acaba por salvar a situação é Bates que entretanto regressou. Apercebendo-se do plano de O’Brien, Bates procura qualquer vantagem sobre ela e usa-a para persuadi-la a voltar a falar com Jimmy e fazer com que ele desista das suas exigências. No final não gostei muito como a situação foi resolvida, uma vez que à custa do espírito competitivo de Lord Grantham e a sua vontade de ganhar o jogo de cricket acaba por não só não demitir Thomas como ainda o promove. No meio de toda a embrulhada é Alfred quem acaba por ficar mal na fotografia ao chamar a polícia e obrigando todos a mentir à polícia.

Links das outras partes da review:

Parte I

Parte III

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s