Grey’s Anatomy – S09E03 “Love the One You’re With”

O que mais me atraiu neste capítulo de Grey’s Anatomy foi o seu título – «ama aquele que com quem estás» -, ao longo de todo o episódio e nos dias que se passaram desde que assisti… dou por mim a encontrar interpretações diferentes para o que aconteceu. No, ainda e sempre, rescaldo do acidente de avião, todos os envolvidos são chamados aceitar ou declinar a proposta de indemnização por parte da companhia de aviação. A quantia proposta é bastante volumosa e pode alterar a vida de todos… quer ao nível da educação da Sophia e da Zola, ou ainda no processo de recuperação física de Arizona… contudo, a recuperação física e emocional de cada um dos envolvidos transcende em muito a questão monetária e daí o primeiro sentido que atribuí à importância de amar aqueles que nos são mais próximos.

Compreender o próximo e adaptar-se à realidade exactamente do modo como ela se vai a apresentado a nós foi, igualmente, um dos motes do capítulo da semana. Os novos médicos assistentes («atendentes» não me soa muito bem!) deixam o vestiário e sala de residentes e mudam-se para a sala dos médicos assistentes… quem, contudo, não se dá bem com a chegada dos seus antigos «filhotes» é Bailey. Os seus dramas pessoas, em especial a sua vida amorosa, combinados com a sua desorganização parecem ser demais para Bailey. Porém, é Weber que acaba por lhe perguntar o verdadeiro motivo para a sua revolta… e assim, ficamos a saber que no seu primeiro dia de aulas o seu filho largou a sua mão sem qualquer birra ou pequeno drama. Todos cresceram…o Tucker, os seus internos e ela sente-se a estagná de var!

Ainda assim, podemos dizer que todos puxam bem pela paciência de Bailey… por exemplo, April está de volta a surpreendentemente [ao menos para mim] assume o posto de assistente tal como os seus colegas. Apesar dessa aparente conquista, ela está envolvida num processo muito mais complicado – o de voltar a ficar virgem ao conectar-se novamente com Deus. WTF?! Claro que a sua missão fica muito complicada junto de Avery e especialmente quando ambos têm que lidar com o caso de um jovem casal que aguarda uma operação para poder iniciar a sua vida sexual. A principio April propõe a Avery esquecer que tudo, contudo os desejos mais terrenos e da carne de April levam a melhor sobre os seus planos de cariz mais espirituais.

Quem também se tem deixado levar pelos desejos a carne é Alex, ainda que Callie o previna para não o fazer com os colegas de trabalho. Karev leva esse conselho a sério ao ponto de ignorar e dar todas as tarefas indesejáveis a Jo (a sua interna pela semana) e assim não ter contacto com ela. Ela fica tão desesperada para entrar numa cirurgia que se oferece a Callie!

Esta, por sua vez, continua a ter que enfrentar o pesadelo que virou o seu casamento após o acidente de avião. Arizona continua profundamente revoltada com a sua actual situação de invalidez, na qual Callie é chamada a cuidar de si e a tomar todas as decisões… no fundo, na qual ela não pode operar e Callie ainda o pode fazer. Na parte final do capitulo, Ambas têm uma cena bastante dramática, na qual Torres procura explicar a Arizona que também está a sofrer com toda a situação.

Já Cristina, que se encontra bem longe de Seattle, acaba por encontrar alguém que na realidade é bem mais próximo/parecido com ela do que ela poderia supor – o velhinho Dr. Thomas. Além de a surpreender com uma técnica de costura do coração única que ele aperfeiçoo-ou ao longo da sua vida. Ele também esteve envolvido num acidente de avião e quando ambos tiram um pouco de tempo para conversar sobre o sucedido… Cristina dá por si mais bem compreendida e realizada do que planeava no primeiro dia após as suas férias forçadas.

Por fim, no que concerne ao acordo de muitos milhões com a companhia de avião… no momento em que todos pareciam estar prontos para aceitar o acordo… Derek insiste na importância na investigação do acidente e na obtenção de respostas e isso o dinheiro não lhes pode dar. Como médicos eles também têm vidas humanas nas suas mãos e quando cometem erros, eles são obrigados a rever todos os procedimentos e com isso garantir que a situação não se volte a repetir. O mesmo deve acontecer com a companhia aérea… até porque as forças para se recuperar da tragédia estão naqueles que nos são mais próximos!

(clique nas imagens para ampliar)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s