Hart of Dixie S02E01 – “I Fall to Pieces”

Assisti à primeira temporada desta série há bem pouco tempo. Ao contrário da maioria das séries a que assisto e que vou comentando aqui no blogue, comecei a ver esta série na tv quando estreou há para aí um mês no canal ‘AXN White’ (ainda que com um nome francamente estranho ‘Dr. Alabama’). Gostei do piloto e os episódios seguintes não foram péssimos ao ponto de me afastar da série. A parte final da temporada de estreia de Hart of DixieI foi suficientemente interessante para me decidir a acompanhar a série. O roteiro da série é bem simples e gira em torno de duas problemáticas base: a adaptação da cosmopolita Dra. Zoe Hart a um meio pequeno, mas com hierarquias bem fincadas; e, o triângulo (eu diria mais pentágono amoroso, se incluirmos Lavon e Wade) amoroso que desde o início se estabelece entre Zoe, Lemon e George. Pelo meio temos ainda, algumas pinceladas de uma relação difícil de Zoe com o pai e a sua adaptação complicada à prática da medicina geral e familiar numa clínica privada.

No final da última temporada, assistimos ao envolvimento de Wade e Zoe, ao mesmo tempo que George desitiu do casamento com Lemon quando finalmente se apercebe que sente algo por Zoe. Assim, meio inusitadamente Zoe ganhou não um, mas dois pretendentes. Eu sou daquelas que pensa que Wade fica melhor com Zoe… ele desafia-a e com ela à beira ele exige mais de si próprio face ao seu futuro. A minha definição romântica acerca de uma relação que vale a pena ser vivida, é aquelas que nos desafia a transcender-nos. Mas isso são outras conversas, o importante é que à partida desta segunda temporada o grande ponto de interrogação coloca-se em qual dos dois é que Zoe vai escolher.

Claro que ela corre para os braços de Lavon em busca de conselhos, contudo este diz-lhe a coisa mais razoável e sensata a fazer, ou seja ser honesta com ambos os pretendentes. Claro que ambos ficam cheios de ciúmes um do outro, ainda que tentem ser contidos em relação a isso. E assim se George procura salientar as suas qualidades e o «grande sacrifício» que fez por ela ao deixar Lemon no altar. Por sua vez, Wade procura mostrar-se desprendido de qualquer sentimento, mostrando-se apenas interessado em sexo. Pior que isso, diz a Zoe que ela está a confundir «bom sexo» com algum sentimento e que para ele não foi assim tão «bom». Lá está, uma vez mais ele desafia Zoe e mostra que apesar de parecer ser todo relax em relação à vida, ele percebe muito melhor como funciona a cabeça de Zoe.

Precisando de uma amiga mulher que a ajude a decidir, Zoe tem a sorte de conhecer uma nova amiga (Ruby Jeffries), que apor acaso está de visita à cidade após ter partido há alguns anos atrás. As duas imediatamente conectam e marcam um jantar.  Quando chega a hora do jantar, Zoe constata pelo embaraço de Lavon que ele e Rubby têm qualquer história mal resolvida do passado, deixando-os a sós. Ao que parece ambos namoraram no secundário, sendo que quando Lavon partiu para jogar futebol fora da cidade ela ficou presa a uma relação que ele não teve a coragem de terminar. O reencontro serve, assim, para os dois acertarem esse acontecimento do passado, ainda que se note que existe alguma tensão entre ambos.

Quem também está numa onda de seguir em frente é Lemon. Apesar de todos a encararem com um certo ar de pena, ela toma a decisão de sair de casa do seu pai. Contudo, pelo meio apercebe-se que apesar de ter trinta anos, nunca teve outro projecto na vida do que virar a esposa de alguém… e assim quando tenta alugar uma casa acaba por não conseguir uma vez que não tem qualquer fonte de rendimento. Posteriormente, decide procurar um emprego… e acaba por aceitar trabalhar no mesmo bar em que Wade trabalha.

Contudo, entretanto ela procura Zoe, que pensa que ela vem procurar briga… mas rapidamente se apercebe que Lemon está a ter um ataque de ansiedade. O tempo que ela leva a se recuperar, ajuda-as a entenderem-se de certa maneira, ainda que no final Lemon lhe garanta que continuará a não gostar dela. Pelo meio, toda a cidade junta-se à porta de Zoe, pensando que Lemon a raptou… a cena foi um pouco ridícula, contudo serviu para Wade e George brigarem um com o outro. Só faltava mesmo isso?!

Na parte final do episódio, Zoe procura George e aconselha-o a sair com outras pessoas, uma vez que ele acabou de sair de um relacionamento de 15 anos e ela não quer ser apenas um ‘rebound’ (literalmente, um caso de «ricochete» após o final de uma relação). Contudo, ela planeia também não escolher Wade… mas, quando lhe comunica isso as coisas não ocorrem da forma como planeou e acaba por se voltar a envolver com ele.

O que vai acontecer de seguida entre ambos não sabemos, ainda que a série acabe por ser um pouco previsível… adivinham-se muitas idas e vindas entre ambos, sendo que mais tarde ou mais cedo Zoe não vai corresponder às expectativas de Wade magoando-o, mas quando se aperceber vai ser tarde de mais para tê-lo de volta. Pelo meio, Lemon e George procurarão seguir as suas vidas, mas estas terminam por se voltar a cruzar. Eu não gosto de adivinhar tudo o que vai acontecer, pelo contrário estou a torcer para estar errada e a série me surpreender, porque até ao momento estes são uns simpáticos 42 minutos.

(clique nas imagens para ampliar)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s