Rookie Blue – S03E01 “The First Day of the Rest of Your Life”

A terceira temporada de Rookie Blue estreou de modo meio morno… não que o episódio tenha sido muito abaixo da média da série, contudo os casos semanais costumam ser mais fracos que todo o enredo da série e dramas dos jovens polícias. Desta feita, foi o caso da semana que se mostrou mais empolgante que o regresso a conta-gotas de Andy ao longo do episódio.

Após três meses de suspensão, Andy volta à cidade para uma audiência de reintegração. Ela afastou-se de todos e em especial de Sam para poder cumprir todas as regras da sua suspensão. Contudo, quando consegue voltar ao activo depara-se com um Sam frio e distante. O facto dela ter cumprido todas as imposições e se ter afastado dele desiludiu-o. Andy defende-se e diz que o fez porque o seu trabalho também é muito importante para ela e não estava disposta a abrir mão dele. Eu compreendo o dilema que os roteiristas tentaram inserir no romance deles… mas houve alguns detalhes que não fizeram muito sentido ao longo do episódio na construção deste conflito.

Ele está chateado com ela, mas vai pegá-la ao aeroporto e ambos envolvem-se num acidente de viação, enquanto Sam conduz uma viatura da polícia. Apesar de prezar o seu trabalho, Andy em vez de se afastar porque não deveria estar ali em primeiro lugar, envolve-se activamente na cena e posteriormente na tentativa de resolução do caso. Tudo isto apesar de poder perder tudo uma vez mais devido a esta intervenção. Está feita a minha crítica mais forte ao episódio… de facto, o discurso e a acção estão bem dissonantes!

Mas, como já avisei, o caso da semana foi sendo mais bem construído e apesar de ter início no acidente de carro que Andy e Sam se envolvem, acaba por envolver todos na esquadra… tendo como protagonistas finais Gail e o novo ‘rookie’ – Nick Collins. Na traseira de uma carrinha envolvida no acidente, provocado por um condutor embriagado, ia uma rapariga que McNally salva… contudo, logo de seguida a rapariga volta a sumir. Quando procuram informações acerca desta rapariga, McNally acaba por descobrir que ela é uma menina que foi raptada há alguns anos. O condutor embriagado, é na realidade o avô da rapariga, que prosseguia uma carrinha depois de ter tido a ideia de que a tinha visto a sair de uma loja.

Quando finalmente descobrem quem é de facto o raptor e a sua morada, este já escapou de táxi. Claro que rapidamente a polícia descobre o ponto onde o motorista de táxi deixou o raptor e a rapariga. Quando chegam à cena, é Gail quem procura controlar a situação e conseguir a rapariga de volta. Contudo, quando o raptor se manda para a água de uma altura considerável é o novato do momento que entra em cena e salta da mesma altura atrás do raptor. Não sei se foi um erro de novato, ou um acto heróico de um novato! Pelo menos imprudente foi…

Ao retrato sumário do episódio falta acrescentar que Collins (quais as probabilidades) é um antigo namorado/noivo de Gail. Quando eram namorados ambos decidiram casar-se em Vegas, só que à última hora ele abandonou Gail. Se introduziram a personagem para criar um triângulo amoroso entre Gail, Diaz e Collins, parece-me que este último ainda vai ter que sofrer um pouco até conseguir os seus intentos!

Por fim, quem não secou muito a Andy acabou por ser o Sam, que após ter-lhe dito que o momento deles tinha passado… acaba por ir à casa de Andy devolver-lhe a sua bagagem, e os dois decidem começar ou recomeçar a sua relação. A cena final entre ambos é, como sempre, adorável!

(clique nas imagens para ampliá-las)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s