Person of Interest – S01E20 “Matsya Nyaya”

Após a última pausa da temporada, Person of Interest regressa com um episódio ao nível do que nos habituou. Desta feita não é o caso da semana que é especialmente bem construído, mas os flashbacks do tempo de Reese na CIA compensam largamente esse enredo mais fraquinho! Se já não tivéssemos uma data de ingredientes que sugerissem um season finale explosivo… neste episódio conhecemos mais alguns condimentos desta receita explosiva! So anxious!

O número da semana é o que Tommy Clay, que trabalha num camião de transporte de valores. Reese infiltra-se na equipa de segurança do camião e rapidamente ele e Finch chegam à conclusão que estão na eminência de um assalto. Ao contrário do que seria previsível, o assalto acontece quando a equipa pega um pacote de componentes de pacemakers e não quando apanha grandes valores em dinheiro. Mesmo em cima do assalto, Finch avisa Reese que um dos componentes dos aparelhos médicos é a platina e na carrinha estão a transportar cerca de 1,2 milhões de dólares em platina.

Com o assalto em acção, Mr. Reese procura abater os assaltantes e proteger Clay, contudo Clay faz parte da equipa de assaltantes. Assim, atira em Reese e no condutor da carrinha de valores. Mais tarde, Reese acorda no hospital, onde Carter o ajuda a sair antes que o identifiquem. É bom ver a parceria dos dois de volta, ainda que o contributo de Carter tenha sido menor que noutras ocasiões, até porque o Agent Snow e a CIA voltam ao radar.

Outro recurso (asset) de Reese é Lionel… que neste episódio brilha a par de Reese. Além do dilema que o tem assaltado com a vontade de ser um polícia limpo e afastar-se dos hábitos antigos, Lionel começa a compreender que qualquer que seja o papel que Reese lhe incumba… ele pode sempre escolher fazê-lo de forma honesta consigo própria. Nos primeiros episódios da série, Lionel era aquela personagem meio acessória que dava umas informações a Reese e que o chegou a trair… actualmente, a lealdade de Lionel parece vir a ser uma das chaves do season finale.

Mas voltando ao caso, após o roubo… resta a Reese tentar recuperar a mercadoria e apanhar a sua pessoa de interesse – o Tommy – para tal, Finch acaba a bisbilhotar o telemóvel e o computador da esposa e amante de Tommy Clay. Finch teve um papel menor neste episódio… mas é bom saber que um bom heacker é aquele que descodifica algoritmos muito avançados, mas que também não se esquece dos básicos e entra na nuvem pessoal de uma alvo!😀

Os destinos de Lionel e Reese cruzam-se quando este último se apercebe que o mandante do roubo é o próprio HR. Se a principio conseguem remediar a situação, posteriormente quando ambos chegam a Tommy Clay e à sua cúmplice (a amante e master mind  por detrás do roubo)  praticamente ao mesmo tempo…Lionel vê-se obrigado a matar um capitão da polícia e assim salvar a vida de Reese. “Matsya Nyaya” (título do episódio) não é mais do que o conceito da lei da sobrevivência em tempos em que não há um «governante».

Esta mesma metáfora serve de ponto de partida a viagem ao passado de Reese e para aquela que foi a sua última missão junto da CIA. Há cerca de dois anos atrás Reese e Cara (a sua parceira) foram designados para uma missão na China com o intuito de recuperar um pc com um vírus que tinha sido roubado. O agent Snow também avisa Reese de que a sua parceira vendeu informação para fora e que este deve matá-la no final da missão. Quando chegam ao local da missão apercebem-se que alguém chegou ali primeiro e que matou todos os que estavam no edifício. Ainda assim recuperam o pc e aguardam a extracção. Quando chega o momento de terminar a missão, Reese hesita em matar Cara, que, por sua vez, não hesita em atirar em Resee. Aí percebemos a metáfora do “matsya nyaya” e que era propósito da agência que nenhum dos dois saíssem dali vivos e que em vez de os irem extrair, vão bombardear o complexo. Reese, mesmo ferido, consegue fugir e pela lógica também o consegue fazer a sua parceira, uma vez que não estava ferida. E, deste modo, o cliffhanger que tentam criar no final com Snow a invadir o quarto de hotel em Nova Iorque, no seguimento de uma pista ligada à operação na China, não resultou completamente. Reese, ou mesmo Cara não seriam estúpidos a usar uma conta bancária marcada pela CIA… É Cara, viva, que está no quatro de hotel e que aproveita para questionar  Snow. Quanto apostam que também esta está a atrás de Reese?! Qual o motivo pelo qual se arrisca tanto, quando todos a davam como morta?! hehehehe

Just love Person of Interest!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s