Don’t Trust the B—- in Apartment 23 – S01E03 “Parent Trap…”

Este foi o primeiro episódio de Apartment 23 que sinceramente não gostei muito… ainda assim, os dois anteriores foram acima das expectativas, por isso ainda estou no lucro😀 O episódio não fugiu ao seu registo habitual, tendo alguns momentos cómicos, a já habitual redenção de Chloe e os dilemas de James. O que me fez não gostar tanto do episódio foi a falta de lógica que ele envolveu… a Jane realmente podia não ter ficado emaranhada nesta «armadilha parental» (para fazer referência ao título do episódio).

A história começa com Jane a constatar pela enésima vez que Chloe não é alguém a quem se possa qualquer responsabilidade. A Jane bem tem o perfil de mamã de gente menos organizada, para dizer o mínimo, mas o problema é que ninguém gosta realmente da «pessoa chata que toma conta de tudo». E, se Jane acha que consegue fazer mil coisas ao mesmo tempo, já Chloe o pouco que faz é muito… ela parece ter uma espécie de défice de atenção, porque consegue «interessar-se» por muitas coisas, mas não é capaz de manter o seu interesse por muito tempo! E, assim, depois de uma conversa com o seu amigo James, decide arranjar uma assistente, mas essa coisa de pagar um salário é algo que vai contra os seus princípios… decidindo adoptar uma criança!!!!! WTF!

Por sua vez, Jane consegue um estágio bem exigente em termos de trabalho, sendo que planeia manter o seu trabalho no café uma vez que o estágio é não remunerado. Percebem a história da falta de lógica?! O dia de Jane tem que ter mais de 24 horas, uma vez que se comprometeu com o estágio 24 horas, como pode ainda trabalhar…. e prior, como pode ainda assumir a criança de Chloe. Sim, Chloe usa Jane como co-parente para poder adoptar a criança (bem mais alta que Jane, diga-se, e para aí com uns 15/16 anos) e quando esta descobre a verdade em vez de pensar em desfazer o engano, não… decide abraçar a missão de ser mãe o tempo inteiro. Demasiado fora da realidade para colar!

Claro que Jane termina esgotada e Chloe a assumir a sua responsabilidade…despachando a criança para os reis de Marrocos!

Na continuação do enredo meio delirante, assistimos ao mais recente desafio de James. Este irá encenar o papel de um pai que troou de identidade com a sua filha de 12 anos. Como nunca encenou uma criança decide pedir ajuda – diga-se, imitar – à rapariga que vai fazer o papel com ele (a actriz Kiernan Shipka). Claro que James fica horrível no papel, uma vez que para variar tenta demasiado fazer um novo papel da sua carreira! Dawnson’s tragedy!

Os momentos mais engraçados do episódio foram quando acompanhamos a dimensão da irresponsabilidade de Chloe… como pode deixar morrer tudo que toma conta (incluindo o vizinho que ela ficou de ir dar as injecções de insulina)! Ainda assim, na sua época mais ocupada do ano (3 dias) consegue garantir a maior parte do seu rendimento anual!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s