The Firm – S01E12 “Chapter Twelve”

   Tempo de terminar de decifrar a charada e encontrar a melhor estratégia possível, porque é a hora das grandes decisões!

  Neste episódio avançamos duas semanas na história e o clã McDeere encontra-se cada vez mais empenhado em descobrir toda a verdade por detrás do caso Sarah Holt. Cada um com a sua missão de investigação decidem manter a sua rotina normal, até porque sabem que são seguidos de perto pelos homens de Stack.

  E assim somos apresentados ao caso da semana que, honestamente, só foi introduzido na história para dar esta ideia de rotina a ser seguida. Foi como que se voltássemos aos dois primeiros episódios da série, nos quais os casos semanais tinham sérios problemas de construção lógica. Neste nem foi tanto a lógica que faltou, ainda que esta não tenha abundado… mas sim, a construção da relação entre arguido e advogado. Mitch está desfocado e se o seu cliente já foi acusado duas vezes de assalto, o mais lógico é a terceira também ser culpado. Contudo, desta vez falamos de tentativa de homicídio porque houve uma arma apontada à vítima do assalto. McDeere não se acreditando que o cliente é inocente, arranja uma teoria de auto-defesa por forma a justificar o ADN encontrado. O problema acontece quando essa prova é retirada pela acusação e McDeere fica preso à estratégia que tinha usado nas alegações iniciais. O McDeere dos primeiros episódios, cheio de problemas e questões éticas, se calhar jamais teria alinhado pela solução que encontrou… mas a intriga Holt acho que o amoleceu um pouco e lá combina levar um soco do seu cliente, assim no meio do julgamento, para que este possa ser anulado. Ele acredita, que com um novo julgamento e um novo júri será mais fácil prosseguir uma estratégia de má identificação por parte da polícia, uma vez que para além disso estes não têm nada. E, não é que mais lá para o final do episódio descobrimos que o réu foi absolvido.

Voltando ao verdadeiro propósito do episódio….

Abby volta a conversar com a viúva de Moxon e descobre que este mantinha uma caixa de segurança no cofre de um banco. Quando as duas se dirigem ao banco, descobre que a chave inicial dá acesso a três outras caixas de segurança. Duas delas contêm cópias de processos de vários clientes da Noble Insurance já morto… numa terceira caixa encontram meio milhão de dólares em notas. As evidências físicas que faltavam começam a aparecer, até porque Ray investiga mais a fundo a tatuagem e descobre que pertence a um batalhão médico de elite e com isso consegue identificar os homens de Stack, que os andam a seguir. Paralelamente, Tammy volta a investigar o computador de Sarah e reconstroi uma parte da agenda, descobrindo que ela esteve nas cidades onde viviam os mortos, no período das suas mortes. Descobre também um programa desenhado especialmente para manipular os resultados que aparecem no ecrã dos aparelhos que monitorizam a respiração das vítimas.

Com toda esta evidência Mitch decide visitar Holt na prisão… Confrontada com as descobertas de McDeere, pede que este lhe arranje um acordo com a procuradoria e aí ela falará tudo. Contudo, este acordo revela-se difícil de conseguir uma vez que estamos a fala de assassinatos em série, ainda que até agora desconheçamos a agenda por detrás.

Quem ouve esta conversa de Sarah e Mitch são os homens de Stack e, desta, é o próprio que decide fazer uma visita a Sarah na cadeia. Nesta visita, Sarah volta a jurar-lhe lealdade. Contudo, horas depois ela aparece morta na prisão. Isto tudo acontece, mais ou menos ao mesmo tempo em que Mitch descobre que havia uma escuta na sua pasta e logo deduz que Stack já sabe da tentativa de acordo entre Sarah e a procuradoria.

Este episódio apesar de avançar de forma significativa na intriga tem alguns problemas ao nível da construção. Em primeiro lugar, a viúva de Moxon não tinha sido muito expansiva na primeira vez que Abby falou com ela… agora já a deixa abrir as suas cartas porque quer saber o que se passa. As pessoas mudam, mas tanto! Ainda para mais ela sabe e avisou Abby que Stack é um homem perigoso. Depois, temos Tammy e o computador de Holt… do nada (literalmente) conseguem recuperar a agenda e um programa inteiro! Já Sarah não andava a aceitar visitas na cadeia… mas termina  ter três no mesmo dia… na verdade foram duas, à terceira Mitch já chegou tarde!

Mas voltando ao capítulo da semana… depois de eliminar Holt, Stack conta a Alex que os seus homens já estão a caminho da casa de McDeere para eliminar todas as provas que estes conseguiram agrupar e matar toda a família. Contudo, como sabemos, Andrew ouve a conversa e decide alertar McDeere. Após a família conseguir escapar de casa, telefonam a Lewis (Marshall que protegia a família no programa de protecção de testemunhas) para que possam ser colocados num sítio seguro.

Contudo, apenas Abby e Claire ficam sob protecção… Ray, Mitch e Tammy vão ao encontro de Andrew por forma a descortinar a conspiração e arranjar uma estratégia para conseguir provar tudo o que descobriram. Contudo, desconfiam sempre que Andrew possa traí-los….

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s