The Firm – S01E11 “Chapter Eleven”

The Firm tem tido o mérito de ir melhorando a qualidade do enredo dos seus casos semanas. Da mesma forma, têm conseguido escapar à tentação de resolver rápido demais e de um modo menos lógico para o espectador estes casos, para ganharem mais espaço para a trama principal.

Posto isto, não posso dizer que o caso da semana me tenha cativado particularmente… mas conseguiu entreter. McDeere é chamado a representar os interesses de um preso condenado à morte pelo assassinato de um homem durante um assalto. O meu primeiro pensamento é que este seria mais um episódio cliché de um recurso super-sónico que procurasse adiar o cumprimento da sentença. Mas a verdade é que o cliente de Mitch está mesmo a três dias de morrer, mas não quer ganhar tempo… quer doar o seu coração à filha do homem que assassinou, que está gravemente doente e que necessita de um transplante. No fundo, quer fazer algo nobre com o que resta da sua vida.

Ainda pensei que ela era um maníaco qualquer que queria revitimizar as suas vítimas com esta última brincadeira. Mas, estamos a assistir a The Firm e não a Criminal Minds. Com alguma relutância a família aceita a doação, seguindo-se a acção no tribunal para autorizar esta doação directa a alguém. Contudo, após deliberar favoravelmente o juiz avisa McDeere que tudo é em vão, porque o modo como executam os presos naquele estado inviabiliza os tecidos do órgão. Segue-se outro apelo em contra-relógio para tentar que alterem o método de execução para salvar o órgão. Só que esta parece cada vez mais uma batalha perdida, uma vez que a rapariga que vai receber o órgão vê o seu estado de saúde a debilitar-se muito rapidamente.

Como resolver a questão?! O cliente de McDeere resolve tomar as rédeas da questão e decide como vai morrer. Para isso faz um funcionário do tribunal de refém (estava-se logo a ver) e espera que uma equipa de intervenção do abata. Pelo meio, Mitch ainda tem tempo de ser o herói da história ao trocar de lugar com o guarda do tribunal e ficar ele como refém.

No caso Sarah Holt, Ray fala com o ex-marido de Sarah e descobre que ela era uma médica a servir no exército e que toda essa experiência foi muito traumática para ela. Também descobrem que Kevin Stack era o comandante da unidade médica em que Holt serviu, no Afeganistão. Abby e Tammy, por sua vez, entrevistam os familiares dos mortos que constam na lista da Noble Insurance e descobrem que todos eram doentes terminais com alguns meses de vida. Contudo, todos acabaram por morrer em matéria de dias! A família começa a considerar a hipótese de entregar o que têm sobre a conspiração a Lewis (o Marshall do serviço de protecção de testemunhas).

O destaque da semana, podia até dizer da série, vai para a personagem de Tammy, que tem vindo a crescer de forma extraordinária na série. Por detrás de um grande homem está sempre uma grande mulher… e as mulheres de The Firm são disso exemplo. Tammy recebe uma casa nos subúrbios de herança. Quem  não gosta da ideia é Ray, que prefere continuar a viver no apartamento que repartem e com isso continuamente continuar a fugir do cliché do casamento, casa nos subúrbios, responsabilidade, rotina, etc. Compreensível! Contudo, também se percebe que Tammy anseie por algo mais e assim briga com Ray. Pelo meio, Ray conta a Tammy que até já andou à procura de um anel para pedi-la em casamento. Contudo, ela pergunta-lhe porque não o comprou e desistiu?! Mais para o final do episódio assistimos à cena em que Ray vai ter com Tammy à sua nova casa e lhe diz que quer ficar com ela.

Tudo poderia terminar bem se não fossemos transportados para os eventos que vão acontecer dali a uma semana e não assistíssemos à fuga da família da casa de Mitch, que está a ser invadida pelos homens do Stack. Eles até conseguem fugir, mas será que se conseguem escapar defeninitivamente?!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s